Restauração: percepções da Comunidade


Santa Felicidade, 1888.

A matriz da colônia começa a ser erguida pelas mãos dos imigrantes italianos, que aqui haviam chegado e fixado moradia anos antes. Tempos difíceis em que todos, homens, mulheres e crianças, ajudavam da forma que podiam na construção da igreja, mostrando a força de união desse povo, e a sua enorme devoção pela fé católica. Com muito suor, comprometimento e dedicação, na noite de Natal de 1891, o Padre Colbacchini benze solenemente a Igreja de Santa Felicidade, dedicada a ‘São José do Cruzeiro’. Para os colonos, foi motivo de orgulho “erigir e inaugurar uma igreja de 42m de comprimento, 16m de largura, com 3 naves e duas capelas, e 15m de altura, que é uma maravilha para estes lugares.” (Colbacchini, P. Pietro, id. Ib. p. 334). Na fachada da Igreja, os colonos escreveram: D. O. M. - IN HONOREM B. JOSEPH - FIDEI GRATIQUE ANIMO

VENETI HUC EMIGRATI - PROPRIIS IMPENSIS - A FUNDAMENTIS EREXERE

ANNO DOMINI MDCCCXCI

Na tradução para a língua portuguesa: A DEUS ÓTIMO E MÁXIMO - EM HONRA DE SÃO JOSÉ - EM SINAL DE FÉ E GRATIDÃO OS IMIGRANTES VÊNETOS COM PRÓPRIOS RECURSOS CONSTRUÍRAM DESDE OS ALICERCES

NO ANO DO SENHOR 1891

Santa Felicidade, 2019.

Assim como foi na construção da Igreja, mais uma vez a comunidade se une. A matriz da colônia está em processo de restauro, buscando voltar às origens, resgatando elementos históricos perdidos no tempo, trazendo curiosidade e expectativa aos fiéis, visitantes e turistas, ansiosos para verem como a igreja era em tempos de outrora. “Em meio a tantos prédios antigos sendo demolidos para dar espaço à modernidade, é muito especial ter a nossa igreja sendo restaurada, revigorada na sua originalidade. A ideia de redescobrir o que estava por baixo das camadas de pintura, que escondiam a sua autenticidade, foi fantástica. A espera para ver ela pronta gera uma ansiedade gostosa, pois será como voltar na história e conseguir sentir e vivenciar a beleza de uma igreja, que não é apenas uma construção, mas sim, que fala através de suas paredes, que acolhe e conforta todos que ali chegam.” - Sabrina de Cássia Solcia “Restaurar um patrimônio histórico, que é referência em Santa Felicidade, é muito importante para o resgate da história da comunidade, assim como também para a do bairro. Esta Igreja possui um passado muito consolidado, construído com a ajuda de muitas famílias. Com o passar dos anos, é muito bonito e impressionante a presença das gerações destas famílias, assim como também o orgulho que estas possuem ao dizer que seus antepassados tiveram uma história ali dentro. O restauro faz com que estas memórias e histórias não se percam em meio ao desgaste do tempo.” - Larissa Monfron

#restauro

PARÓQUIA SÃO JOSÉ E SANTA FELICIDADE

Missionários Scalabrinianos - Arquidiocese de Curitiba

 

Telefone/WhatsApp: 41 3372 1417

paroquiasantafelicidade@mitradecuritiba.org.br

Av. Manoel Ribas, 6252 - Santa Felicidade, Curitiba, PR

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon

© 2020 Paróquia São José e Santa Felicidade - Todos os direitos reservados

Desenvolvido pela Pastoral da Comunicação